Professora da UFU é escalada para defender Dilma Rousseff no Senado

Fonte: Jornal Correio.

A professora titular e diretora do Instituto de Economia da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Vanessa Petrelli Corrêa, está entre as 32 testemunhas escaladas pela defesa da presidente afastada Dilma Rousseff (PT) para depor na Comissão do impeachment do Senado. Com nomes de técnicos, juristas e políticos, a lista contendo os depoentes escolhidos no intuito de esclarecer a denúncia das pedaladas fiscais foi protocolada, nesta segunda-feira (6), na Secretária-geral da Mesa da Casa.

Filiada ao PT, Vanessa Petrelli chegou a ocupar interinamente a presidência do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em 2012, durante o segundo ano do primeiro mandato de Dilma. Comando que assumiu após ocupar anteriormente, por um ano, a direção do Estudos e Políticas Macroeconômicas da mesma instituição.

petrelli

O Ipea é uma fundação pública federal vinculada à Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. Suas atividades de pesquisa fornecem suporte técnico e institucional às ações governamentais para a criação e reforma de políticas públicas e programas de desenvolvimento brasileiros.

Entre janeiro de 2013 e janeiro de 2015, a professora também ocupou o posto de secretária municipal de Agropecuária e Abastecimento de Uberlândia na gestão do prefeito Gilmar Machado (PT). No entanto, acabou deixando o cargo público após uma reforma administrativa local e retornou aos trabalhos na UFU.

Cronograma

Pelo cronograma anunciado hoje pelo presidente da comissão especial do impeachment no Senado, Raimundo Lira (PMDB-PB), as testemunhas escaladas pela defesa (e também pela acusação) deverão ser ouvidas em plenário até o dia 17 de junho.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *