ABSURDO: Passagem de ônibus terá novo valor a partir deste domingo!

Você que paga R$ 3,50 indignado com o serviço coletivo em Uberlândia, pode comemorar! A PMU fala que o serviço é um dos melhores do país e mais eficiente também. Me espanta o valor, quando comparado com cidades como o Rio de Janeiro, onde só agora o valor é também de R$ 3,80. Maaaaaaas todos os veículos tem Ar Condicionado, são mais de 8.600 veículos e várias linhas intermunicipais, é uma cidade turística e vezes maior que Uberlândia!

Ônibus entra na contramão para fugir de protesto (Foto: Marcelo Elizardo/G1)Passagem dos ônibus no Rio foi de R$ 3,40 para R$ 3,80 (Foto: Marcelo Elizardo/G1)

O valor passou de R$ 3,40 para R$ 3,80. O mesmo valor é cobrado quem utiliza o Bilhete Único Carioca (BUC).

Particularmente, não concordo JAMAIS com esse preço! Você já experimentou pegar o A145? Ja tive a experiência de ficar 45 minutos esperando um carro desta linha passar e nada! Cobram um valor abusivo desse, para no fim alegar melhoras, aumento de frota, recurso e blá, blá, blá! Aumentem a divulgação, marketing e mostrem o que está sendo feito com o dinheiro arrecadado, quem sabe assim nós (usuários) ficaremos menos indignados!

EM UBERLÂNDIA

Conforme prevê o contrato de concessão do transporte público de Uberlândia, a data-base para haver o reajuste anual é sempre em janeiro. Neste ano, após reunião com a Comissão de Acompanhamento do Serviço Público do Transporte de Passageiro, foi validado pelos integrantes da comissão o novo valor da tarifa do Sistema Integrado de Transporte (SIT). A passagem passa a vigorar, a partir do dia 29 de janeiro, com o valor de R$ 3,80.

“Neste ano, teremos grandes desafios no transporte público de Uberlândia: aumentar a frota para atender novos bairros, como o Monte Hebron e o Pequis, e readequar os veículos que vão operar nos novos corredores de ônibus”, afirmou o secretário de Trânsito e Transportes (Settran), Paulo Sérgio Ferreira.

A Secretaria de Trânsito e Transportes (Settran) também encaminhou uma análise independente da planilha feita por um órgão externo, o Centro de Pesquisas Econômico-Sociais (Cepes), que é vinculado ao Instituto de Economia da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

O reajuste da passagem, além da inflação no ano passado, levou em consideração uma queda de -7,41% no número de passageiros no sistema somente em 2016. Segundo consta no contrato de concessão, variações superiores a 5% no índice de passageiro por quilômetro rodado (IPK) médio incidem no cálculo da tarifa.

Em número de passageiros no SIT, em 2012, por exemplo, foram mais de quatro milhões e 800 usuários no sistema. Já no ano passado, o número de passageiros caiu para quatro milhões e 200, contabilizando uma queda no número de usuários do sistema na faixa dos 13,4% neste período.  “Com essa redução no número de passageiros, para que o valor não chegasse aos R$ 4,20 tivemos que rever todo o sistema”, afirmou o secretário da Settran.

Fonte: V9 e SECOM

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 5 =