Adolescente ameaça ataque a escola no bairro Santo Antônio, região Centro-Sul de BH

Duas réplicas de armas de fogo foram apreendidas pela Polícia Civil nesse domingo (17) na casa de um jovem de 18 anos que publicou, no Twitter, uma ameaça de ataque aos alunos da Escola Estadual Professor Leopoldo de Miranda, localizada no bairro Santo Antônio, Centro-Sul de Belo Horizonte.

De acordo com a corporação, ainda foram recolhidos na casa do jovem, na região Oeste da capital, um computador, um pen drive e a caderneta escolar da instituição. A ameaça teria sido publicada em uma conta do rapaz na rede social na última sexta-feira (15). O anúncio foi feito dois dias após um ataque à Escola Raul Brasil, em Suzano, interior de São Paulo, que resultou em dez mortes. Os óbitos foram de alunos, funcionários da escola, além dos dois atiradores que cometeram suicídio após o crime.

Na publicação, o jovem que planejava a ação na instituição da capital informou, com uma faca e uma arma em punho, que o ataque ocorreria nesta segunda-feira (18). Após postar a ameaça, o jovem excluiu a conta. A Polícia Civil não informou qual procedimento foi adotado contra o rapaz. Uma entrevista coletiva foi marcada para esta tarde e vai esclarecer o caso.

Uma funcionária da  Escola Estadual Professor Leopoldo de Miranda informou ao Hoje em Dia que o jovem é aluno da instituição e que, mesmo com a ameaça, houve aula normalmente na instituição. A Secretaria de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) informou que, na sexta-feira após a identificação da postagem, a Polícia Militar foi acionada para registrar um boletim de ocorrência, além de intensificar o patrulhamento no entorno da instituição.

Ainda conforme a pasta, “a direção da escola informou que o aluno reconheceu que a postagem foi uma brincadeira de mau gosto e se arrependeu do episódio”. A secretaria ainda esclareceu que o aluno não apresenta histórico de transtornos, mas os pais solicitaram a transferência para outra unidade de ensino. “A SEE esclarece, ainda, que está em constante diálogo com as instituições de ensino para prestar a assistência necessária e realizar atividades para prevenir situações de violência no ambiente escolar”, diz a nota.

Por: HojeEmDia

 

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − cinco =