LEI MARIA DA PENHA: APROVADO TEXTO SOBRE MEDIDA PROTETIVA DE URGÊNCIA

Agora, mulheres podem ter medidas protetivas preventivas em caráter emergencial. O que isso significa?  Reduz-se as chances de reincidência da agressão durante a espera de uma medida protetiva de caráter usual ou até, em vários casos, homicídio.

O lado positivo do texto é que delegados e policiais têm a liberdade de decidirem atender mulheres em situação de violência, o que agiliza o processo de amparo, que não exige intermediários.

O texto reitera que o agressor deve deixar o local de convivência com a vítima imediatamente, no caso de se julgar que ele oferece real risco a integridade física da mulher e de outras pessoas envolvidas.

Sabe de casos semelhantes? Não se cale! Você pode salvar vidas! Ligue 180 e denuncie! A denúncia pode ser anônima. Instrua a vítima a procurar a delegacia da mulher mais próxima!

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − 19 =