Engenheiros que atestaram segurança da barragem de Brumadinho são presos

Dois profissionais terceirizados foram detidos nesta terça-feira na zona sul de São Paulo. Três funcionários da Vale em Minas Gerais também foram presos. A polícia investiga possível fraude nos documentos que atestaram a segurança da barragem 1 da Mina do Feijão, que se rompeu na sexta-feira.
As ações em São Paulo, parte de uma operação que também se desenvolve em MG, são coordenadas por promotores do núcleo da capital do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MP de São Paulo, e pelo Departamento de Capturas da Polícia Civil paulista.  A Polícia Federal em São Paulo também participOU da operação e cumpriu nesta manhã , dois mandados de busca e apreensão em empresas que prestaram serviços para a Vale. O nome das empresas ainda não foi divulgado.

TRAGÉDIA ANUCIADA

As autoridades atualizaram na noite desta segunda os números da tragédia: 65 mortos; 31 corpos identificados; 279 desaparecidos; 192 resgatados; 386 localizados e 135 desabrigados. Na última sexta, uma barragem da Vale em Brumadinho (MG) se rompeu e liberou um mar de lama.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 − 3 =