MPE denuncia vereador Márcio Nobre por falsificação de documentos.

Fonte: UIPI.

Vereador de Uberlândia

O vereador Márcio Nobre do (PDT)  e o ex-chefe de gabinete do legislador, André Hilário, foram denunciados pelo Ministério Público Estadual, nesta sexta-feira (12), por crime de falsificação de documentos. A denúncia parte de fundamentos investigados no 8º Casamento Comunitários de Uberlândia, realizado em outubro de 2013.

A denúncia foi protocolada pelo promotor Genney Randro, no  Fórum de Justiça em Uberlândia. O processo segue em responsabilidade da 4ª Vara Criminal do município.

Para a realização do Casamento Comunitário, existia naquele no de 2013 ano, uma parceria com a Instituição de Cristã de Assistência Social de Uberlândia, a Icasu, que administraria os recursos para a realização do evento, mas a Icasu desistiu de participar do projeto. A Secretaria de Desenvolvimento Social e Trabalho chegou a fazer o repasse no valor de R$ 136 mil para a instituição, que devolveu o dinheiro para a prefeitura.

Segundo Márcio Nobre, o projeto aconteceu devido a recursos próprios dele e também por conta de parcerias.

Se Justiça local aceitar a denúncia e ocorrer a condenação, os dois poderão ser condenados à prisão de  1 á 6 anos pelo menos.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + 3 =