Sargento da PM é preso ao ser flagrado vendendo sub-metralhadora em Uberlândia

Fonte: UIPI

Foi preso em flagrante na noite desta terça-feira, 9, um sargento da Polícia Militar (PM) de Uberlândia que negociava uma sub-metralhadora com bandidos. Os marginais chegaram a trocar tiros com policiais militares que flagraram a venda.

O sargento Claudinei Teodoro, lotado no 32º Batalhão de Polícia Militar, foi flagrado na rodovia BR-365, km 608, no Bairro Morumbi, negociando ilegalmente com criminosos da cidade uma metralhadora por R$ 6 mil. A prisão foi possível após uma denúncia anônima via 181.

Com o policial de 42 anos foram apreendidos dois carregadores calibre .380, uma submetralhadora calibre .380 de fabricação artesanal, três munições calibre .38, uma munição .380, um estojo de mesmo calibre, R$ 3.100 em dinheiro e a caminhonete S10 branca do suspeito.


Na chegada dos policiais os marginais que estavam comprando a arma trocaram tiros com a polícia e fugiram. Após constatado que Claudinei é quem estava vendendo o armamento, ele foi preso em flagrante.

O sargento vai responder à acusação de tráfico de armas em cárcere na sede do 17º Batalhão de Polícia Militar (BPM), no bairro Santa Mônica, zona leste da cidade.

Segundo informações do comandante da 9ª Região Integrada de Segurança Pública (9ª Risp), coronel Volney Halan Marques, o sargento Claudinei estava afastado da função, porque sairia candidato a vereador pela cidade de Uberlândia.

O militar prestou depoimento na Delegacia da Polícia Civil e foi transferido ao Presídio Militar, na sede do 17º Batalhão de Policia Militar. Ele irá responder ao inquérito criminal em cárcere, além de sofrer processo administrativo. Claudinei pode ser exonerado do cargo.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze + catorze =