TER UM PET FAZ BEM À SAÚDE

Você tem algum pet em casa?

Em especial cães e gatos são os pets mais procurados pelos humanos hoje em dia, seja comprado ou adotado, os animais estão ganhando muito lugar nos lares das pessoas. (inclusive muitos casais estão preferindo ter um cachorro/gato que um bebê)

Ter um bom momento com um animalzinho libera uma quantidade significativa de serotonina (conhecida como o neurotransmissor da felicidade) no seu organismo, previne a ansiedade, te deixa menos estressado, mais feliz, mais calmo e etc.

Se você não é muito sociável, o seu pet será um ótimo companheiro, mas se você adora ser socializar, o seu pet também vai te ajudar muito com isso, passeando com seu pet, postando uma foto, ou até mesmo falar sobre ele, pode te dar um “boost” social.

Ter um pet ao seu lado aprimorar sua saúde, caminhar com ele aumentará gasto calórico. Além da parte psicológica, seu pet vai te ajudar a conquistar maior equilíbrio mental.

Já percebeu que se o dono está triste o pet tenta de tudo para chamar atenção, dar atenção e se preocupa com o dono?

Inúmeras vezes já vimos vídeos por aí de pets super fofinhos preocupados com os donos chorando, é uma graça não é mesmo?

Outra coisa bem legal, é ter um pet por perto quando se tem um bebê, muita gente pode achar isso “nojento” ou que faz mal à saúde do bebê. É um grande MITO. Um pet pode trazer benefícios para seu bebê, torna-lo mais empático e sociável, existem estudos que comprovam que crianças que convivem com cães e gatos tem “scores” sociais mais altos, aumento de imunidade e desde cedo aprende a amar os animais <3

Além de tudo isso, não podemos esquecer dos animais (principalmente os cachorros) que auxiliam pessoas deficientes, autistas, pessoas com síndrome de down. Ter um pet é um suporte para o ser humano, o que acha de ir agora adotar um?

Não podemos esquecer que para ter um animalzinho é preciso bastante cuidado, aqui em Uberlândia existem vários pet shops especializados em banho e tosa, veterinária, e também artigos de luxo para seu petzinho, o mercado de acessórios pet tem crescido cada vez mais, hoje em dia tem cinto de segurança para seu pet, tem assento de carro para passear com ele por aí, caixa de transporte de todos os modelos, comedouros especiais, bebedouros automáticos, e inúmeros brinquedos diferenciados, tem mordedores com sabores e aromas para tirar aquele “bafinho”, mordedor que previne o tártaro, brinquedos interativos que vão deixar seu pet menos estressado e entretido enquanto você não puder estar por perto, coleiras e peitorais super confortáveis e seguras também já estão no mercado, além de maravilhosos pingentes de identificação que você pode gravar seu nome e telefone caso o seu pet se perca, nesse fator também contamos com a tecnologia de chip, onde se coloca um rastreador subcutâneo no pet, é um procedimento simples e rápido.

Cuidados extra com seu pet:

NUNCA deixe seu pet sozinho/trancado dentro de um carro (nem completamente sozinho por muito tempo em casa)

CASTRAÇÃO – é um procedimento muito importante e benéfico para seu bichinho, é a melhor solução para prevenir câncer de mama (nas fêmeas) e câncer nos testículos (nos machos), entre outras doenças

ADOTAR – adotar um pet é um ato de amor, todo animalzinho merece ser acolhido e receber amor

COMPRAR – procure a procedência de onde está comprando o seu pet, existem muitos lugares que exploram (principalmente as raças mais caras e raras) para ter alto índice de lucratividade.

DENUNCIA – se você sabe de algum caso de maus tratos com algum animalzinho denuncie pelo 190

 “Os atos de abuso e de maus-tratos com animais configuram crime ambiental e, portanto, devem ser comunicados à polícia. Segundo a lei Lei Federal Nº 9.605.”

INTOXICAÇÃO – tenha sempre cuidado com a alimentação do seu pet, existem muitos alimentos humanos que não podem ser dados ao animal e também existem muitos objetos que eles podem ingerir acidentalmente, a maioria desses pequenos objetos podem parar no esôfago ou intestino e precisar de intervenção cirúrgica ou levar à óbito, então deixe sempre fora do alcance do seu pet, objetos que podem ser mastigados e estilhaçados, também como plantas e outros que podem ser tóxicas à ele.

Ter um animalzinho requer responsabilidade, ele vai passar a te amar e retribuir em dobro todo o amor que você ter à ele, então se seu pet tiver qualquer comportamento estranho, observe, leve ao veterinário, cuide bem dele!

 

Referências:

Poresky, Robert H., and Charles Hendrix. “Differential effects of pet presence and pet-bonding on young children.” Psychological Reports 67.1 (1990): 51-54.

 

 

Siga o @uberlandiablitz nas redes sociais 

Texto por @scarlettcalil (segue lá também)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + catorze =